Como começar um blog do zero?

Uma das dúvidas mais comuns de quem deseja aplicar estratégias de SEO (Search Engine Optimization) é como começar um blog. Afinal de contas, esta é uma poderosa ferramenta para as empresas que desejam ganhar autoridade no mercado e atrair um público qualificado.

O blog promove a construção de um bom relacionamento com o público por meio de conteúdos relevantes. Os artigos ajudam o consumidor a entender melhor as necessidades que possui e a esclarecer todas as suas dúvidas, tomando a decisão de compra mais consciente.

No geral, os consumidores querem conhecer bem o que estão comprando, de quem estão comprando e por que estão comprando. Por isso é importante incluir nas ações de SEO da sua empresa a construção de um blog.

Além de reunir conteúdos informativos, o blog quebra objeções oferecendo mais segurança para quem procura um produto ou serviço para solucionar um problema.

E se a sua empresa sente a necessidade de criar um canal efetivo de atração e de comunicação com o cliente, mas não sabe como começar um blog do zero, este artigo vai lhe ajudar.

LEIA MAIS: O que um especialista em SEO pode fazer pela sua empresa?

 

Como começar um blog para a sua empresa?

O blog aposta na busca orgânica para entrar na jornada de compra do cliente. Ele não é invasivo, por isso se torna um suporte poderoso para os usuários. É comum que o blog seja acessado inúmeras vezes antes de uma conversão, justamente porque ele possui uma série de conteúdos para ajudar os visitantes na tomada de suas decisões.

Investir em tráfego orgânico pode, sim, fazer seu negócio decolar, desde que as ações de SEO sejam realizadas de maneira correta e estratégica. E entender como começar um blog, que é formas de aplicação do SEO, pode ajudar sua empresa a ganhar visibilidade no mercado e se tornar uma opção do usuário na hora da compra.

Ao começar um blog do zero, é preciso estruturar um planejamento de conteúdo. Para isso é preciso entender:

1 – Segmento/setor/nicho da empresa
2 – Tipo de público a ser atingido
3 – Palavras-chave que fazem parte deste universo
4- Escrita qualificada e atrativa

Com o uso de pesquisas de concorrência e de ferramentas de SEO, é possível identificar uma ampla lista de palavras-chave e seus volumes de busca, ou seja, o número médio de vezes que essa palavra é digitada pelas pessoas no Google.

Feito isso, é hora de definir a estrutura do conteúdo.

Uma opção bastante utilizada é a estrutura de silo. Nela, o blog começa oferecendo conteúdos amplos com base em uma palavra-chave que possui grade volume de busca e depois desenvolve outros conteúdos que façam uma linkagem com o primeiro artigo.

Desse modo damos origem a uma árvore de conteúdos que se conectam entre si e vão aos poucos aprofundando os conhecimentos dos usuários sobre determinado tema, ajudando-os a entenderem melhor sobre seus problemas e como solucioná-los.

Antes de começar a escrever, é essencial entender o público a ser atingido: será B2B (conteúdo para empresas) ou B2C (conteúdo para clientes finais)? Essa definição conduzirá a maneira como serão definidos pauta, título e arquitetura de conteúdo.

Esse cuidado fará com que o Google entenda as intenções do seu blog, avalie a qualidade do conteúdo e o apresente ao público mais adequado.

 

Como começar um blog considerando o funil de vendas?

dicas-de-como-comecar-um-blog

O funil de vendas, muito utilizado em estratégias de marketing de conteúdo e inbound marketing, investe em diferentes conteúdos para se fazer presente em toda a jornada do cliente. Por isso, no caso do blog, depende da criação de bons artigos para conduzir o usuário pelas três etapas do processo de compra: Conhecimento, Consideração e Decisão.

Quando a proposta é atrair tráfego orgânico na fase de Conhecimento, o blog pode atuar oferecendo conteúdos mais introdutórios, com palavras-chave amplas, de grande volume de busca. Um artigo extenso abordando informações básicas e relevantes sobre um tema vai ajudar o usuário a ter um bom entendimento do assunto e conectá-lo com a situação que está vivendo.

Na fase de Consideração o visitante já sabe que tem uma necessidade e que pode ser atendida (lembra-se dos níveis de consciência?). Então é importante apresentar conteúdos que aprofundem um pouco mais o tema inicial. Ou seja, aprofundar mais o tema por meio de palavra-chave com menor volume de busca, mas com maior direcionamento, ampliando o conhecimento do visitante e incentivando-o a tomar uma decisão.

No momento de atrair o usuário para a Decisão de compra, chega a hora de acabar de vez com as objeções que surgiram ao longo das fases anteriores e usar a chamada cauda longa para alinhar as palavras-chave e os títulos com o que os visitantes do blog precisam para converter. Vale olhar os comentários de redes sociais, fóruns e o Google Suggest para entender as principais dúvidas e dores do público para criar conteúdos que aumentem tanto a autoridade da empresa e de seus produtos quanto as certezas que os usuários precisam para efetuar a compra.

LEIA TAMBÉM: Por que o SEO é essencial para a construção de marca?

Aprendeu como começar um blog do zero?

Se precisar de ajuda para tornar esse canal mais eficiente, venha fazer uma consultoria de marketing digital com a Leelah para que possamos identificar seus objetivos e construir um projeto para oferecer os melhores resultados, inclusive com a construção e manutenção de um blog consistente e profissional!

Temos equipes especializadas em diferentes estratégias de marketing digital e cases de sucesso que mostram alguns resultados que obtivemos.

Espero que você tenha gostado do nosso artigo. Sinta-se à vontade para deixar suas dúvidas e sugestões nos comentários e compartilhar nosso conteúdo em suas redes sociais, ok?

 

Leia Também

Não fique para trás, mantenha-se atualizado sobre o universo digital

Agende uma reunião e conte seus objetivos

Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.