(11) 4116-2260 [email protected]

PEQUENA EMPRESA DE PRODUTOS NATURAIS QUE NÃO RECEBIA CONTATOS

 

  • 20 solicitações de proposta por mês, em um mercado de nicho
  • Marca está na 1ª página do Google para mais de 20 buscas do segmento

 

O resultado vem fácil e rápido!

Essa é uma afirmação que vejo todos os dias nos anúncios de serviços de marketing na internet e até mesmo nas iniciativas de marketing que todos já conhecem por meio de folhetos, revistas, jornais de bairro, entre outras formas de propaganda.

 

Boa parte de nossos clientes tem mais de 2 anos de projeto conosco. Isso acontece por um único motivo: a transparência em comunicar os resultados que serão entregues.

 

Veja bem, não estou dizendo aqui que outras empresas de marketing do mercado estão enganando seus clientes, de forma nenhuma. Mas, nesse ponto, quero apenas alertar você que está aqui, lendo este material, que trace metas claras para que, de fato, quem está executando suas estratégias online, entregue o que você contratou.

Esse caso de sucesso aqui é fruto de um trabalho que reuniu: SEO, Redes Sociais e Anúncios.

Vale salientar também que o produto desse cliente é de um nicho extremamente restrito, pois trata da venda de fruta em pó. Isso mesmo, esta empresa vende fruta desidratada e depois transformada em pó para ser utilizada na indústria de alimentos, bebidas e farmacêutica.

 

Esta imagem mostra a evolução de visitas ao site desse nosso cliente. Note a evolução contínua desde 2017. Obs.: o mês com um queda foi por problema com o Google Analytics.

 

Nesse cenário, se estivesse na mesma situação de mercado, você consideraria que receber mais de 2.000 visitas de usuários únicos, na média por mês, estaria bom?

O que estou dizendo aqui é que você tem 2.000 pessoas, na sua grande maioria novos possíveis clientes, chegando ao seu negócio e conhecendo seus produtos e serviços.

Você recebe esse volume de visitas no seu escritório, loja ou qualquer outro tipo de negócio que receba visitas físicas?

 

Esta é a evolução de um trabalho que teve como objetivo medir o volume de contatos, ou melhor, solicitações de orçamento, que chegou através do site do cliente.

 

Quantas solicitações de orçamento você recebe por mês?

Ficou curioso(a) como alcançamos esses números? Clique aqui e peça uma ajudinha 🙂

Já pensou em receber 20 pedidos de orçamentos todos os meses e chegar ao ponto de não conseguir atender a toda essa demanda?

Sim, isso é perfeitamente possível se você tomar a decisão de conhecer a fundo como organizar o seu negócio na internet de forma que, no próximo mês, você consiga atrair suas primeiras solicitações de orçamento.

Eu acredito que existem 2 coisas básicas que você precisa analisar para entender se o seu negócio está realmente preparado para o mundo digital. São essas aqui:

 

#1 Você tem um site, mas como ele está estruturado?

Um site bem estruturado necessita de alguns elementos básicos para alcançar uma boa presença online. E não pense você que são itens supercomplexos e cheio de termos técnicos.

Nada disso! São elementos que você já conhece a fundo, pois você já tem a sua estratégia de vendas rodando, não é mesmo?

Lembre-se da última vez que você vendeu…

Consegue listar todos os elementos que trouxeram aquela sensação de “uau, me superei e vendi”. Para nesse ponto e avalie como você convenceu o seu cliente a comprar.

Imagino que você tenha falado sobre as qualidades do seu produto, suas aplicações, composição, preço, qualidade, diferenciais em relação aos concorrentes etc.

Estou certo? Além disso, você já apresentou uma promoção dando um desconto se fechasse naquele momento, correto?

Até aí tudo bem. Mas pense que, ao invés de falar das inúmeras qualidades do seu produto, você falasse primeiro sobre as necessidades que o seu produto ou serviço atendem.

É claro que se você já deve estar cansado(a) de saber quais os problemas que ele resolve, não é mesmo?

Então, que tal começar a pensar o seu site com esse foco agora? Foco em apresentar as dores e os problemas que seu produto resolve e não focar apenas nas qualidades?

Além disso, um trabalho de palavras-chave inseridas no conteúdo e nas imagens, aliado a uma estrutura técnica de qualidade, pode fazer com que seu site apareça na primeira página das buscas mais relevantes do seu mercado, o que vai significar uma grande exposição.

Nesse projeto, por exemplo, todos os termos relacionados aos produtos que a empresa comercializa estão na primeira página do Google, seja na primeira, segunda ou terceira posição dos resultados.

 

Esta imagem mostra a lista de termos relacionados ao negócio dessa empresa e sua respectiva posição. Importante lembrar que o mercado de atuação dessa marca é extremamente específico, mas ela domina os resultados de busca.

 

Foi esse trabalho que foi feito para que este cliente começasse a alcançar resultados nunca vistos antes, especialmente no recebimento de solicitações de orçamentos.

 

#2 O trabalho de redes sociais é profissional ou amador?

Meu amigo está fazendo para mim; coloquei as publicações para que meu analista de faturamento cuide uma vez por semana; meu filho está fazendo na horas vagas da faculdade… e, assim, histórias como estas tornam-se cada vez mais comuns.

Já parou e pensou no que realmente impede você de começar um trabalho com objetivos bem definidos nas redes sociais?

  • Medo de investir e não ter retorno?
  • Não saber como trabalhar com as redes sociais?
  • Acreditar que toda experiência vai ser negativa?

As redes sociais são poderosas aliadas, desde que seja feito um trabalho profissional, com objetivos, metas e métricas analisadas constantemente.

Mas fique tranquilo(a). Esses são sentimentos comuns. Mas, se seguir apenas essas dicas aqui embaixo, seu negócio pode ter uma virada no número de solicitações de orçamentos e, depois disso, aumento do lucro.

 

Foco número 1: de forma bem objetiva, descubra quem é o seu cliente ideal

Existem inúmeros materiais na internet falando sobre como entender quem são seus clientes ou como o mercado diz “seu público ideal”, “avatar” ou “persona”.

Então, pare agora mesmo e pergunte para você mesmo ou para o seu time:

  1. Quem é o meu cliente ideal?
  2. Quais os problemas que o meu produto ou serviço resolve?
  3. Ele é, na sua maioria, homem ou mulher?
  4. Qual a idade média dessas pessoas?
  5. Elas são de classe A, B, C, D ou E?
  6. Quem compra é quem vai usar?
  7. Esse público reside próximo ao seu negócio?
  8. Qual é a satisfação que essa pessoa vai ter ao comprar o seu produto?

Enfim, pense em todos os clientes que você já vendeu, tente identificar algum padrão neles. Lembre-se de todas as conversas que já teve durante o processo de venda e, principalmente, pense nos clientes que você atendeu e tiveram uma boa experiência de compra.

Vai lá, não vai doer nada e você vai gostar de fazer esse exercício.

Não quer fazer esse trabalho sozinho? Clique aqui e peça uma ajudinha 🙂

 

Foco número 2: Defina seu calendário de ações anual. Isso mesmo!

Como está seu planejamento de campanhas e promoções do ano ou, pelo menos, o calendário de ações do semestre?

Você já tem? Se sim, já é um grande começo, pois um calendário de ações mostra bastante sobre o que você precisa fazer até o grande dia da promoção ou campanha de vendas.

Com um calendário de ações em mãos você pode iniciar uma estratégia que chamamos de “estratégia cebola”. Estranho né, mas vou lhe explicar nos detalhes como ela acontece…

Essa estratégia tem como objetivo reduzir os seus investimentos em redes sociais, criando um filtro no qual você começa fazendo um post com objetivo de aparecer para um determinado público, que imagina ser o mais apropriado para o seu negócio.

Depois que esse anúncio aconteceu, você vai pegar as pessoas que interagiram com esse anúncio (aquelas que curtiram, compartilharam e comentaram) e vai fazer um novo anúncio apenas para esse público – é claro que, desta vez, com um novo material ou “panfleto” digital (a arte ou post), com objetivo de apresentar um pouco mais em detalhes o seu produto ou serviço.

Pode ser, por exemplo, contando sobre a experiência de algum cliente bem satisfeito em um vídeo ou apenas um comentário desta pessoa.

Depois de ter feito o primeiro e o segundo post nas redes sociais, sendo o primeiro apenas com objetivo de se apresentar ao mercado e, o segundo, para apresentar alguma coisa mais aprofundada sobre o seu produto ou serviço, então você faz o terceiro post ou anúncio.

Esse terceiro você já pode focar em quem interagiu com o seu primeiro post, mais os que interagiram com o segundo post. Junte todos e faça o terceiro post com alguma promoção ou campanha.

Note que nessa sequência seu investimento foi diminuindo à medida que você foi excluindo as pessoas que não se importaram com você. Dessa forma, o seu esforço final de venda ou propaganda fica apenas sobre as pessoas que, de alguma forma, mostraram algum interesse em seu produto ou serviço.

É nesse momento que você faz a sua oferta. Pronto! Sua chance de vender ou gerar um novo cliente ou solicitação de orçamento aumentou em 101% com um investimento relativamente menor e mais focado.

Foi exatamente esse processo que aplicamos com nosso cliente, que passou a receber inúmeros contatos e solicitações de reunião. Outro ponto curioso é que esses contatos já chegam sabendo bastante sobre a empresa, o produto ou serviço. O que já é uma grande ajuda, né?

Agora, se você, mesmo com essas dicas, ainda ficou na dúvida se avaliou bem a sua presença online, sugiro a você que entre em contato através do formulário aqui embaixo e peça uma ajuda ao nosso time de especialistas, pois teremos o maior prazer em atender você!

FALE CONOSCO

Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.

WhatsApp chat