SEO para e-commerce: dicas importantes

seo-para-e-commerce

A alta procura pelos consumidores virtuais tem tornado o SEO para e-commerce uma estratégia de sobrevivência. A pandemia levou muitos empreendedores para a internet e se diferenciar nesse universo exige planejamento, olho atento na concorrência e investimento em boas ações de marketing.

O tráfego orgânico, ou seja, o gratuito, é uma delas. Ao utilizar as técnicas de otimização para atrair os usuários para dentro das páginas de produtos e ajudá-los na jornada de compra, os e-commerces têm a chance de preparar esse visitante para a compra, transformando-o em um cliente muitas vezes fiéis.

Um bom conteúdo atrelado a um determinado produto ou serviço ajuda a esclarecer todas as possíveis dúvidas dos usuários, tornando a experiência de compra mais satisfatória e a tomada de decisão mais assertiva.

 

O que é SEO para e-commerce?

SEO é a abreviação de Search Engine Optimization, que quer dizer Sistema de Otimização de Buscas. Este é um conjunto de técnicas que ajuda a página de ser lida corretamente pelos robôs do Google e a aparecer nos resultados de busca.

Assim, quando o usuário faz uma pesquisa na internet utilizando o Google ou qualquer outro buscador, pode encontrar a página de determinada loja virtual na lista de resultados, clicar nela e decidir efetuar a compra.

A prática do SEO para e-commerce permite que o usuário tenha uma boa experiência de navegação. Um conteúdo construído a partir de palavras-chave atrelado a uma página de produto ou serviço, por exemplo, serve de apoio para que os visitantes da loja conheçam melhor o produto e efetuem a compra de forma mais consciente.

LEIA MAIS: O que um especialista em SEO pode fazer pela sua empresa

 

5 maneiras de aplicar o SEO para e-commerce

dicas-de-seo-para-e-commerce

A busca orgânica pode fazer sua loja virtual decolar. Mas, para isso, é necessário utilizar as técnicas de SEO para e-commerce do jeito correto. Veja a seguir cinco dicas de como aplicar as técnicas:

1 – Organize corretamente os produtos

Uma palavra de ordem no SEO para e-commerce é organização. Principalmente dos produtos. Se em um mercado físico as pessoas buscam por pacotes de arroz e feijão na seção de grãos, o mesmo processo deve acontecer no e-commerce. Os produtos precisam estar divididos em categorias para facilitar a navegação do usuário e a localização.

O uso de palavra-chave para definir as categorias também é essencial para ajudar na otimização do conteúdo. Essa preocupação se estende às subcategorias, que precisam ser de fácil entendimento para o usuário ter uma boa experiência de navegação e para os robôs do Google entenderem a proposta da página.

2 – Capriche na descrição dos produtos

O conteúdo é um pilar de grande importância no SEO. Por isso, invista tempo na busca pelas palavras-chave mais adequadas e desenvolva um texto simples, que qualquer usuário possa ler e entender o que é o produto e quais os seus diferenciais.

Outro campo importante é o de reviews, onde os usuários fazem comentários e dão opiniões a respeito do produto adquirido. Essas informações vão ajudar outras pessoas a descobrirem mais detalhes sobre o produto e se vale mesmo a pena o investimento.

como-fazer-seo-para-e-commerce

3 – Dê atenção especial ao conteúdo interativo

As imagens e vídeos são usados com muita frequência nas lojas virtuais. É uma forma de o usuário olhar o produto de diferentes ângulos e ser sentir atraído pelo visual antes de fechar a compra.

Esse conteúdo interativo exige capricho. Use imagens de boa qualidade, que não sejam grandes nem pesadas demais, e não se esqueça de criar um título otimizado (com palavra-chave) e texto alternativo (uma explicação do que é imagem para fins de acessibilidade). Os vídeos também precisam ser otimizados de acordo com as regras de SEO.

4 – Tenha cuidado com as URLs

A URL é o endereço da página que aparece na parte superior da tela do celular ou do notebook do usuário. O SEO para e-commerce ou para qualquer página publicada na internet precisa de uma URL amigável. Isso quer dizer que ela não deve conter caracteres especiais (como ponto e vírgula ou asterisco) e números aleatórios, que não tenham relação com o título do conteúdo.

Importante também é privilegiar as URLs curtas, para que o usuário consiga saber exatamente em que página está navegando. O chamado breadcrumb (migalha de pão) precisa constar na URL, para que o usuário saiba o caminho que fez para chegar na página desejada.

5 – Fique atento à parte técnica do SEO para e-commerce

O uso de palavras-chave e de URL otimizada pode não dar resultado se a parte técnica do seu site não estiver organizada e atendendo a todos os quesitos do Core Web Vitals, que são as diretrizes técnicas do Google.

Uma página com erro ou que leva muito tempo para carregar ou ainda imagens quebradas comprometem a qualidade do seu site, recebendo avaliações ruins do Google e perdendo posicionamento nos resultados de busca.

LEIA TAMBÉM: SEO local: o que é como aplicá-lo no seu negócio?

 

Precisa de ajuda com o SEO para e-commerce? Conte com ajuda especializada!

O SEO para e-commerce possui uma série de passos, mas com a orientação de uma equipe experiente, sua loja virtual vai se destacar na internet e atrair bons visitantes e consumidores.

Se precisar de ajuda para colocar em prática as regras de SEO para e-commerce, venha fazer uma consultoria de marketing digital com a Leelah para que possamos identificar seus objetivos e construir um projeto para oferecer os melhores resultados.

Temos equipes especializadas em diferentes estratégias de marketing digital e cases de sucesso que mostram alguns resultados que obtivemos.

Espero que você tenha gostado do nosso artigo. Sinta-se à vontade para deixar suas dúvidas e sugestões nos comentários e compartilhar nosso conteúdo em suas redes sociais, ok?

Leia Também

Não fique para trás, mantenha-se atualizado sobre o universo digital

Agende uma reunião e conte seus objetivos

Nossos consultores irão mostrar como levar sua estratégia digital ao próximo nível.